Quais os elementos institucionais de uma marca?


Desde os primórdio da humanidade o homem procura se expressar e identificar as coisas de maneira visual se utilizando principalmente de símbolos. Sabemos que os homens das cavernas já utilizavam símbolos para retratar os acontecimentos importantes do seu dia a dia.

Esse desejo de representar as coisas de maneira visual veio evoluindo com o tempo e passamos a estudar e organizar essas manifestações até que se formassem as teorias da programação visual como conhecemos hoje e que são tão aplicadas no desenvolvimento de marcas.

Hoje em dia com o grande avanço dos estudos sobre design e marketing e principalmente com a forte concorrência entre marcas é impossível encontrar uma marca líder no seu mercado que não possua uma identidade visual forte e bem estruturada.

brand word in vintage letterpress metal type against a grunge steel sheet via Shutterstock

Mas nem sempre foi assim, antigamente era comum que as marcas fossem criadas por seus próprios donos, apesar de hoje ainda existirem pessoas que criam de forma amadora a marca da sua empresa, porém antigamente nem mesmo grandes empresas tinham tanto cuidado com sua marca a ponto de contratar um profissional para desenvolvê-la.

Um bom exemplo disse amadorismo inicial de uma marca é a Pepsi Cola cujo primeiro logotipo (datado de 1898) foi desenvolvido pelo próprio dono da empresa. Posteriormente a marca veio a sofrer um redesign, dessa vez realizado por um profissional.

pepsi logos

Uma coisa que todo designer que trabalha com o desenvolvimento de marcas e com branding precisa compreender é que a marca possui alguns elementos que chamamos de institucionais, ou seja, que farão parte da instituição ou basicamente da identidade da marca.

Esses elementos institucionais normalmente são 4, sendo que os principais são o logotipo e o símbolo, e os secundários são a cor, ou cores, e o alfabeto padrão.

Logotipo

O logotipo é a particularização da escrita de um nome. Em outras palavras é o nome da marca representado por um determinado tipo de letra que pode ser criada especialmente para aquela marca ou não, isso é um logotipo. Toda marca sempre tem um logotipo e um logotipo sempre tem letras.

Normalmente os logotipos podem ser enquadrados em 3 categorias: logotipos com letras desenhadas, logotipos com letras de um alfabeto existente e finalmente os logotipos com letras de um alfabeto existente modificado.

Símbolo

O símbolo é o sinal gráfico que procura identificar e representar os valores da marca. Além dos valores o símbolo também pode transmitir o mercado em que a marca atua, um nome, uma ideia, um produto ou até mesmo um determinado serviço.

É importante sempre lembrar que os símbolos não são a mesma coisa que os signos. Os signos são os desenhos utilizados nas placas de trânsito e que transmitem um significado específico e destituído de emoção, já o símbolo carrega emoções e procura nos transmitir uma série de informações emotivas sobre a marca.

Cor padrão

Podemos dizer que a cor, ou cores padrão, são as cores utilizadas nas identidades visuais das marcas. As cores padrão em muitos caso passam a ser mais facilmente reconhecidas do que o logotipo ou o próprio símbolo.

Essas cores estão intimamente ligadas à personalidade da empresa que representam, fazem parte da personalidade visual da marca e podem atém mesmo serem reconhecidas a grandes distâncias antes mesmo de nos aproximarmos e poder identificar o símbolo e o logotipo.

Alfabeto padrão

O alfabeto ou fonte padrão é aquele que é utilizado para escrever as informações complementares da identidade visual como por exemplo os textos contidos em um contrato ou demais impressos administrativos como folhetos e catálogos.

É importante não negligenciar a atenção na hora de escolher o alfabeto padrão uma vez que ele complementa e dá consistência à identidade da marca. Vale destacar também que nada impede que mais de um alfabeto seja escolhido como padrão, isso permite uma maior flexibilidade para a identidade da marca.

01

E já que estamos falando de criação de marca eu gostaria de aproveitar e recomendar a leitura do livro que serviu como referência para a criação desse artigo, um livro excelente e que foi escrito por um dos melhores autores quando o assunto é marcas e identidade visual, estou falando do livro “Como Criar Identidades Visuais Para Marcas de Sucesso” do Gilberto Strunk.

Esse livro já é bem conhecido por profissionais e acadêmicos da área de design por ser um manual completo de criação de identidade visual e também por ter sido escrito por um dos melhores autores desse tema.

O livro é uma publicação da editora 2AB que é especializada em livros de design. No livro “Como Criar Identidades Visuais Para Marcas de Sucesso” você vai aprender os pontos mais importantes da criação de uma marca como naming, fidelização, mercado, posicionamento etc.

DSC01043

DSC01045

DSC01046

DSC01047

DSC01048

DSC01049

DSC01050

DSC01051

DSC01052

DSC01053

DSC01054

O livro também esclarece algumas dúvidas bem comuns sobre a criação de marcas como por exemplo o que é programação visual? O que é branding? Como possuir uma marca? Por onde começar um projeto de identidade visual? Entre muitos outros pontos bem interessantes.

Confira aí quais são todos os temas abordados no livro:

  • Tempos modernos
  • Prefácio
  • Pensando… com o coração
  • O mundo das marcas
  • Branding
  • Naming
  • Como possuir uma marca
  • A proteção das marcas e das suas identidades visuais
  • Conhecimento, relacionamento e fidelização
  • Marca e produto
  • Marca e valor
  • Um pouco de teoria
  • Posicionamento
  • Marca e mercado
  • Marcas genéricas e extensões de linha
  • Licenciamentos
  • Franquias
  • Cópias e falsificações
  • Marcas próprias
  • Vendas por autosserviço
  • Crises
  • Uma civilização visual
  • O que é a programação visual
  • Amor à primeira vista
  • Identidade visual
  • Um pouco de história
  • As primeiras identidades visuais
  • Marcas históricas do Brasil
  • A importância de uma identidade visual
  • Da improvisação ao profissionalismo
  • Os elementos institucionais
  • Logotipo
  • Símbolo
  • Algumas dúvidas que não devem ficar para trás
  • Assinatura visual
  • Cor padrão
  • Alfabeto ou fonte padrão
  • Marca e razão social
  • Por onde começar um projeto de identidade visual
  • Como analisar se o desenho de um logotipo ou símbolo é bom
  • Muito cuidado com o lugar-comum
  • Fique atento aos modismos
  • Uma questão de estilo
  • Como não fazer um logotipo
  • Como não fazer um símbolo
  • Construções geométricas
  • Área de proteção
  • Comunicando com a cor
  • O segredo de uma boa identidade visual
  • O uso da identidade visual
  • Impressos
  • Websites
  • Identificação das instalações
  • Uniformes
  • Viaturas
  • Produtos
  • Embalagens
  • Material de ponto de venda
  • Assinatura de publicidade
  • Sinalizações
  • Estandes
  • Brindes
  • Manuais
  • Selos comemorativos
  • Famílias de logotipos e símbolos
  • Contemporaneidade
  • As muitas formas de identidade das marcas
  • Interferências feitas por leigos
  • Profissionalismo e brasilidade
  • Bibliografia

O livro é muito bacana, vale muito a pena e quando o assunto é marca sem dúvida é o melhor livro que tenho na minha biblioteca. E caso você queira saber mais sobre o livro e como adquiri-lo basta acessar o site da editora 2AB clicando no link abaixo:

»»» ADQUIRA O LIVRO AQUI «««

Anúncios
Quais os elementos institucionais de uma marca?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s