Cinco maneiras simples de melhorar sua autoconfiança

Às vezes, você precisa de ajuda para lembrar o quanto é bom. Aqui vão algumas dicas para usar nesses momentos

Confiança Autoestima Carreira (Foto: Shutterstock)

Quanto você acredita em si mesmo? Para a maioria das pessoas, a resposta seria: não o bastante. Em vez de nos sentirmos orgulhosos das nossas conquistas, costumamos focar no que ainda não foi concluído e nos erros que cometemos. Não é estranho, portanto, que tantas pessoas encontrem dificuldades para conseguir grandes clientes e investidores, convencer os outros de que são os melhores para determinado trabalho ou para propor uma remuneração adequada.

O problema é que boa parte das pessoas tem uma autoimagem negativa – e irreal – sobre si mesmo e sobre o trabalho que o que realiza, segundo a coach de executivos e autora de bestseller Wendy Capland. “Oscilamos entre os pensamentos: ‘Eu não sou bom o bastante’ e ‘Não estou pronto para desenvolver o que preciso'”, diz ela em artigo publicado na revista Inc.

Mas não precisamos nos manter com essa percepção. A seguir, algumas técnicas simples que Wendy usa com seus clientes e consigo mesma, que podem ajudar você a ter uma visão mais clara e positiva sobre suas conquistas.

1. Desabafe com alguém que o conheça bem
“Algo que faço comigo mesma é me queixar às pessoas que me conhecem bem sobre o que não está funcionando na minha vida, ou sobre o fato de não conseguir atrair os clientes que quero ou por não conseguir dar passos relevantes em direção ao meu objetivo”, diz Wendy. “Eles naturalmente me lembram das experiências que trago na bagagem, dos meus dons e talentos e me ajudam e enxergar o quanto já realizei.”

Existem pessoas que nos conhecem tão bem que podem nos lembrar de nossas conquistas quando estamos nos sentindo frustrados e desamparados. Conversar com essas elas é uma das melhores maneiras de conseguir a autoconfiança de que precisamos.

2. Faça uma lista de tarefas que já concluiu
Muita gente faz listas de pendências. Mas que tal fazer também uma lista das tarefas já concluídas? De todos os projetos de trabalho e dos aspectos da sua vida que estão funcionando bem para você? Provavelmente, há diversas realizações das quais você se sente muito orgulhoso, e a maioria deles é resultado de seu trabalho duro e de sua dedicação.

Então, faça sua lista e cheque-a, no mínimo, duas vezes. Apenas o ato de escrever o que o deixa orgulhoso em sua trajetória o ajudará a realizar o que tem pela frente. A noção das suas conquistas dará a perspectiva de onde você está e o que ainda precisa fazer para chegar aonde almeja.

3. Entreviste dez pessoas
Encontre dez pessoas que o conhecem bem, que tenham trabalhado com você ou com quem já tenha se relacionado de outra forma. Procure pessoas familiares com seu estilo de liderança e com a sua maneira de fazer as coisas. Pergunte se podem recebê-lo por poucos minutos como parte de um exercício de autoconhecimento. Se concordarem, entreviste-os e grave as conversas ou anote o que disseram.

“Pergunte a eles: Quais são meus pontos fortes que você enxerga? No que sou bom?”, diz Wendy. A maioria das pessoas irá responder algo como: “Você pirou ou está brincando comigo?”. E, então, vão falar sobre vários aspectos nos quais você é bom, alguns dos quais você pode nunca ter pensado a respeito. “A verdade é que os outros nos veem melhor do que nós mesmos somos capazes de ver”, afirma Wendy.

4. Medite
Meditação faz bem para seus níveis de estresse, para seu poder de decisão e até mesmo para o funcionamento do cérebro. E essa é uma maneira efetiva de ir além de sua visão negativa sobre si mesmo também, segundo Wendy. “A meditação me ajuda a me acalmar toda a loucura do dia a dia e da minha agenda para estabelecer uma conversa comigo mesma”.

Para meditar, não é preciso parar formalmente as atividades e passar minutos dedicando-se à prática. Poucos minutos a cada hora, ou mesmo poucas pausas ao longo dia são capazes de fazer a diferença e mudar sua perspectiva.

5. Oriente a si mesmo
“Meditação me ajuda a acalmar, mas não o suficiente”, afirma Wendy. Então, quando ela precisa silenciar o antagonista dentro de sua cabeça, coloca-se na posição de coach de si mesma.

Quando cumpre a função com executivos, ela espera ajudar as pessoas a se lembrarem o quanto são capazes. O o processo de coaching tem o objetivo de levá-las ao próximo estágio da jornada – o que nada tem a ver com desprezar o caminho que o levou até ali.

Em outras palavras, Wendy diz: “Sou implacável na habilidade de elogiar os outros”. Qualquer um pode aplicar a ferramenta consigo mesmo.

Anúncios
Cinco maneiras simples de melhorar sua autoconfiança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s