NÃO É A PRÓXIMA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA – ELA JÁ ESTÁ AQUI

Tal como aconteceu com as três revoluções industriais que vieram antes, esta também é real mas difícil de se perceber. O fundamental da primeira revolução industrial não foi apenas tornar mais rápido e mais fácil a produção de produtos têxteis – também foi alterada paisagem social do mundo ocidental, de um mundo dominado por pequenos artesãos rurais para um dominado por operários e pela fabricação de máquinas.

A terceira revolução industrial não foi apenas sobre computadores pessoais e telefones celulares – pesquisas mostram que se aumentou também a quantidade de tempo que as crianças gastam estudando e profissionais gastam trabalhando, quebrando a barreira secular entre público e privado.

Similarmente, a quarta revolução industrial vai transformar tudo ao nosso redor, desde como aprendemos, trabalhamos, vivemos e convivemos, com a maneira que vemos o mundo e o nosso papel nele.

O que distingue esta revolução das do passado é a sua escala e velocidade. Com revoluções industriais anteriores, a mudança veio devagar, às vezes deixando países e continentes inteiros de fora. Agora não.

4th-industrial-revolution
Tecnologias que ainda ontem foram limitados ao reino da ficção científica são agora uma realidade, e eles estão transformando a vida das pessoas de Londres a Luanda. Mas, embora a história tenha nos ensinado que essa revolução também irá trazer grandes oportunidades – para impulsionar o comércio global, tirar as pessoas da pobreza e derrubar regimes despóticos – não vai faltar desafios. A melhor maneira de se preparar para estes desafios é procurar entender o que está por vir.

Um novo relatório, Technology Tipping Points and Societal Impact, delineou o que está no conhecimento coletivo de 800 executivos de tecnologia e outros especialistas para prever como esta quarta revolução industrial vai jogar fora nos próximos 10 anos através de 21 tendências.

technology-tipping-points4

Mais de 80% dos entrevistados previu que até 2025, 90% de nós vai estar usando smartphones. Como muitos de nós já possuem um smartphone – 50% das pessoas vão ter um em 2017 – muitas vezes esquecemos que o pequeno dispositivo no nosso bolso tem mais poder do que os “supercomputadores” que um dia tiveram o tamanho de salas inteiras.

A tendência do smartphone não é limitada aos países desenvolvidos – no Quênia no ano passado, 67% das vendas de aparelhos eram smartphones, e ela já previu que a África subsaariana terá mais de meio bilhão de usuários de smartphones em 2020. O gráfico a seguir fornece uma visão geral dos países que já estão bem no seu caminho para se tornar mobile-first.

mobiles-pcs-countries

O mesmo percentual de entrevistados disse que em 2025, 5% dos bens de consumo serão produzidos utilizando tecnologia de impressão 3D. Isso terá enormes implicações para as cadeias de fornecimento – se um produto pode ser feito em qualquer lugar e por qualquer pessoa com uma impressora 3D, um mundo onde os consumidores podem imprimir algo em sua casa na demanda não parece irrealista.

Os chamados “usuários avançados” estão já a fazer pleno uso desta tecnologia; uma olhada em como eles estão fazendo isso fornece um vislumbre de um futuro no qual a impressão 3D é trivial.

3d-printing-usage

Em 1972, Zhou Enlai, premier da China na época, foi questionado sobre sua opinião sobre as revoluções estudantis que varreram a França, em 1968: “É muito cedo para dizer”, respondeu ele. A quarta revolução industrial está em sua infância, e é muito cedo para prever de que forma vai demorar. Mas o mais que podemos compreender de sua natureza e causas, o mais provável é que possamos colher os benefícios e minimizar os seus riscos.

Anúncios
NÃO É A PRÓXIMA REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA – ELA JÁ ESTÁ AQUI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s