10 sites gratuitos sobre tecnologia e empreendedorismo

Para ser um empreendedor bem sucedido significa que você precisa ter um monte de responsabilidades. No início, vai precisar servir café, abrir a porta, lavar privada, e até desenvolver, especialmente quando a sua empresa está apenas começando e você não tem funcionários suficientes para cobrir todas as áreas que você precisa.

Aprender as novas habilidades necessárias para iniciar um novo negócio pode ser caro, mas, felizmente, a iniciativa é de graça, de alta qualidade, recursos educacionais on-line só tem continuado a crescer nos últimos anos. Abaixo estão alguns dos recursos disponíveis para aprender mais sobre marketing, empreendedorismo, gestão de negócios e muito mais.

  1. Codecademy
    Este já deve ser conhecido da maioria. Se você é novato, lá você vai conseguir aprender HTML, CSS, JavaScript, PHP e mais. Você pode salvar seu progresso com uma conta gratuita.
  2. HubSpot Academy
    O programa de certificação gratuita oferece cursos sobre marketing, incluindo otimização de sites, landing pages etc. Essas habilidades são uma obrigação para os empreendedores de plantão que tentam fazer crescer o seu negócio e presença on-line.
  3. Moz
    Se você quer aprender a otimização de motores de busca para garantir que seu site é tão visível quanto possível, confira este tesouro de recursos do líder SEO, Moz. Além de ter a Moz Academia, há também webinars (ao vivo e gravados) e guias para iniciantes para SEO, mídia social e construção da ligação.
  4. LearnVest
    Os empresários mais bem sucedidos sabem como gerir o seu dinheiro, tanto a negócios e lado pessoal. Além de ter aulas de finanças extremamente acessíveis, LearnVest também oferece algumas das suas aulas de graça, como “a construção de melhores Dinheiro Hábitos” e “como fazer um orçamento.”
  5. edX
    Um dos meus prediletos. Este site tem atualmente mais de 300 cursos sobre uma variedade de tópicos, incluindo “Análise Financeira e Tomada de Decisão” e “Empreendedorismo 101: Quem é seu cliente?”. Estes cursos não só cobrem os negócios em geral, mas também podem lhe ajudar a aprender mais habilidades que são aplicáveis na vida real.
  6. Khan Academy
    Este site também é bem famoso. Foi criado para dar a todos o acesso à educação em matemática, ciência, arte, tecnologia e muito mais. Existem mais de 100.000 exercícios interativos para colocar sua educação para o uso prático. Mesmo que muitos dos cursos são voltados para estudantes do ensino médio, existem vários cursos que seria bom para qualquer um ter uma atualização sobre, impostos e contabilidade.
  7. MIT Open Courseware
    Estes são cursos presenciais ministrados no MIT e oferecidos gratuitamente no site para visualização e leitura a seu critério. A página de empreendedorismo, lista os cursos disponíveis que são benéficos para os novos empresários. Os cursos incluem “Early Capital Estado” e “The Business Software.”
  8. Coursera
    Bem como do MIT Open Courseware, este site tem 114 parceiros educacionais que oferecem cursos gratuitos para quase 10 milhões de usuários. Um benefício para Coursera é que há cursos muito específicos que se encaixam perfeitamente em nichos específicos, tais como “Gestão de Dados de Pesquisa Clínica” da Universidade de Vanderbilt e “Inovação para Empreendedores: Da idéia ao mercado”, da Universidade de Maryland. Sua ampla rede de parceiros permite uma maior seleção.
  9. OpenCulture
    Este site não é uma plataforma educacional por si só, mas sim coleta e compartilha recursos livres de todo a web. Sua lista de 150 cursos de negócios online grátis é um ótimo recurso, pois oferece aulas a partir do iTunes U e outras lições em vídeo e áudio. O site também tem listas de audiobooks livres, cursos certificados e outros cursos on-line.
  10. Alison
    Esta plataforma oferece cursos on-line gratuitos de alguns dos nomes mais conhecidos na internet hoje, incluindo Google, Microsoft e Macmillan. Com mais de 4 milhões de usuários e mais de 600 cursos já, que abrange temas como alfabetização econômica, desenvolvimento pessoal e habilidades de negócios / corporativos.
10 sites gratuitos sobre tecnologia e empreendedorismo

Como atingir e superar metas de forma eficiente? Entenda o passo a passo!

como-atingir-e-superar-metas-de-forma-eficiente-entenda-o-passo-a-passo.jpeg

Um bom caminho pessoal e profissional passa pela conquista de resultados. Para alcançá-los, devem ser definidos objetivos e metas. No entanto, esse processo nem sempre é simples porque depende de uma série de fatores, como desejos pessoais, expectativas profissionais, cenário do mercado e etc.

Para saber como atingir metas e superá-las, é preciso seguir um passo a passo. Conheça as etapas a seguir.

Defina princípios

Antes de querer atingir metas pessoais ou da empresa para a qual trabalha, é preciso tê-las bem delimitadas. Isso passa pela definição de princípios, ou seja, elementos que ajudam a organizar e a priorizar as metas.

Portanto, avalie o que é mais importante para você — porque isso influenciará todos os aspectos relacionados ao alcance de metas. Liste em um papel quais são os princípios que você tem atualmente e hierarquize-os, dando uma ordem de importância.

Tenha uma visão de futuro

O estabelecimento de metas tem relação com o seu futuro. Afinal de contas, não adianta definir um objetivo que não tenha um propósito para os tempos que estão por vir. Portanto, seja no aspecto pessoal ou seja no profissional, analisar o futuro e onde você deseja chegar é fundamental.

Nesse estágio, não se preocupe com a forma pela qual as metas serão alcançadas. O principal nesse momento é saber o que o alcance dessa meta impactará na sua vida.

Estabeleça áreas de controle

Cada pessoa assume papéis diferentes de acordo com o ambiente em que está. Ou seja, o profissional também tem suas relações familiares e sociais, agindo de acordo com cada situação.

Nesse contexto, existem áreas de controle, que, ao serem definidas, permitem entender aonde se quer chegar em cada um dos papéis assumidos.

Mas como fazer isso? É bastante simples. Apenas insira as áreas de controle importantes para você e escreva quais são as suas intenções para elas no futuro. Por exemplo: casa – desejo comprar um apartamento próprio; família – desejo ter filhos nos próximos cinco anos; aventuras – pretendo escalar o Everest nos próximos 12 meses.

Desenvolva metas e objetivos

Agora que você já definiu princípios, visão de futuro e estabeleceu áreas de controle, o primeiro passo para definir metas e objetivos de forma eficiente é saber que uma meta não é, por exemplo, se tornar um analista sênior. A meta deve ser se tornar um analista sênior no prazo de dois anos.

Esse é um exemplo muito simples; a meta deve trazer especificações claras. Além disso, ela precisa ser mensurável, realizável, relevante e ter um prazo.

Outro aspecto importante é que os objetivos devem ser definidos com base naquilo que se quer e não considerando o que não se quer. Por exemplo: “Não quero mais gaguejar e ficar nervoso em público” não é um objetivo adequado. O correto é: “Quero melhorar minha oratória”. Esse é um aspecto psicológico que faz toda a diferença.

Delimite desafios

Desafios, no sentido aplicado aqui, são locais em que ocorre uma ruptura, ou seja, elementos que farão você sair da zona de conforto. Isso é importante para que se repense as próprias atitudes em relação à vida pessoal e profissional.

Mas quais seriam os desafios? Eles variam de pessoa para pessoa, mas podem ser, por exemplo: conquistar a independência financeira, trabalhar em algo que se ama, praticar algum tipo de voluntariado e etc.

Assim, os desafios permitem que cada um tome as ações necessárias para conquistar os objetivos e metas a que se propôs. Portanto, eles complementam os projetos significativos que as pessoas têm para suas vidas.

Eles também precisam ser grandes o suficiente para servirem como inspiração. Assim, se parece ser impossível, de fato é um desafio.

Mude de hábitos

Ao longo da vida vamos adquirindo hábitos e eles são perpetuados sem que se pense se eles são positivos ou negativos e quais impactos causam no alcance de objetivos e metas.

Por isso, é preciso reforçar hábitos positivos com frequência, tendo em mente que eles são necessários para chegar ao futuro que se sonha. Caso contrário, você continuará adotando os padrões de comportamento antigos – e não terá mudanças efetivas.

Os hábitos são criados como uma estratégia do cérebro para agir sem precisar parar para pensar naquilo que se está fazendo; ou seja, é um monte de descanso para os pensamentos.

No entanto, quebrar a rotina e mudar os hábitos são necessários de tempos em tempos, especialmente se você quer atingir metas e ultrapassá-las de maneira eficiente. Então, identifique o gatilho que desencadeia esse hábito, verifique qual é a rotina que se tem em relação a ele e qual a recompensa inconsciente.

Por exemplo: o estresse no trabalho pode levar ao comportamento automático de comer chocolate, que causa prazer e acalma o nervosismo. Entendeu como funciona? A partir disso, é só buscar outras formas de aliviar o estresse, considerando esse exemplo.

Como atingir metas saindo da rotina

A rotina é benéfica porque organiza o dia a dia, tanto no lado pessoal quanto no profissional. Mas também é ela que muitas vezes “prende” a pessoa e impede que ela conquiste suas metas e objetivos.

Se sair da rotina é difícil para você, comece com algo simples, como a mudança do trajeto de casa para o trabalho. Compre coisa de marcas diferentes, faça passeios que não costuma e converse com pessoas novas. Depois pense exatamente em como sair da rotina para alcançar o que se deseja.

Um exemplo: se para atingir uma meta no trabalho você precisa aprender espanhol, saia da rotina e matricule-se em um curso.

Mensure a sua capacidade

Como já foi afirmado, metas devem ser mensuráveis. Por isso, é importante conhecer a própria capacidade (pessoal ou da empresa).

Identificando esse dado, é possível definir outras metas menores e mais rápidas de serem atingidas. Isso ajuda a se motivar e também a incentivar os colaboradores da empresa, facilitando a superação de outros objetivos.

Definir e atingir objetivos e metas não são tarefas simples, mas é algo que pode ser conquistado com um pouco de perseverança, esforço e motivação. Independentemente das suas metas serem focadas para o profissional ou para o pessoal, o importante é conseguir superá-las e chegar ao ponto que se deseja.

Como atingir e superar metas de forma eficiente? Entenda o passo a passo!

Concentração no trabalho: 8 hábitos que atrapalham a sua produtividade

concentracao-no-trabalho-8-habitos-que-atrapalham-a-sua-produtividade.jpeg

Se o rendimento do seu dia não é satisfatório, saiba que o problema pode estar em sua falta de concentração no trabalho. Há muitos maus hábitos que acabam se transformando em vícios, prejudicando consideravelmente o rendimento.

Para ajudá-lo a identificar possíveis sinais dessa atitude, neste artigo, encontram-se oito tipos de comportamentos que desfocam muitos profissionais das suas reais necessidades diárias, com prejuízos na busca pelas metas preestabelecidas.

Além disso, constam dicas muito úteis para combater os comportamentos negativos e permitir não só uma melhor produtividade, como também o estímulo para o crescimento profissional se tornar uma realidade em sua vida. Confira, agora, quais são eles!

Assumir muitas tarefas distintas

Na ânsia de produzir, muitos profissionais acabam se perdendo justamente quando assumem mais responsabilidades do que suas funções exigem.

Com isso, a compulsão toma conta da situação e muitas tarefas acabam sendo mal feitas ou entregues com atrasos nos prazos.

Realizar muitas atividades ao mesmo tempo eleva o estresse e tem influência comprovada na queda de rendimento.

Somente momentos com baixa carga cognitiva, como caminhar, ouvindo música, não possuem impacto negativo com a execução de várias tarefas ao mesmo tempo.

Agora, no ambiente de trabalho, a dica é planejar bem o seu dia, assumindo atividades prioritárias em cada período. Foco é a palavra-chave nesse quesito.

Desperdiçar o tempo com as redes sociais

É muito difícil conseguir se concentrar em determinados trabalhos com redes sociais abertas em seu computador. A perda de tempo é latente, o que traz impactos negativos no que realmente precisa ser feito.

Além disso, a internet, em sua totalidade, tem os lados bons e ruins. Ficar muito compenetrado nas notícias ou interessado em assuntos fora do cotidiano trabalhista atrapalha a produtividade.

A orientação é utilizar a rede somente nas atividades do próprio trabalho, buscando dados, fontes de pesquisa, para entrar em contato com um cliente ou responder a alguma solicitação. Mais uma vez a concentração é a solução!

Não otimizar suas reuniões

Apesar de imprescindíveis, ter muitas reuniões ao longo do dia pode ocupar uma carga de tempo considerável, prejudicando a conclusão de outros compromissos.

Uma boa dica é estabelecer quantos minutos cada integrante terá para falar, evitando atrasos ou gasto excessivo do tempo.

Vale a pena cobrar agilidade de todos e objetividade nas falas e apresentações, com o intuito de otimizar o tempo.

Protelar as atividades

O dito popular “nunca deixe para amanhã o que pode ser feito hoje” é muito válido para quando os pensamentos instigarem à procrastinação. Muitas vezes, profissionais atrasam no envio ou resposta de e-mails, por exemplo, sobrecarregando uma atividade que seria, teoricamente, simples de ser resolvida.

Saiba que quanto mais você acumula pequenas tarefas, maior será o esforço para finalizar o que ficou sendo prorrogado dia após dia.

A dica é simples: realizar as atividades no dia, sem protelá-las para amanhã. Para isso, é essencial o planejamento e a organização das tarefas. Para o exemplo mencionado – envio e resposta de e-mails – uma solução seria manter a caixa de entrada organização e priorizar os atendimentos dos clientes mais importantes. Dessa maneira, o tempo gasto para realizar essa atividade será diminuído.

O ideal é responder no momento em que as mensagens chegarem, evitando acúmulos. Podem ser utilizados celulares e aplicativos de comunicação para agilizar o processo.

Usar irrestritamente o celular

Celulares são os campeões na lista de distrações dos trabalhadores dentro das empresas. Como a maior parte conta com smartphones, aplicativos, jogos e uma infinidade de opções, a tentação é grande.

Mas é preciso cuidado para não se enganar! Quanto mais o aparelho estiver longe dos seus olhos, melhor será o seu rendimento. É preciso ter uma concentração direcionada, acima do normal, com foco e produtividade.

Não manter uma mesa organizada

Há pessoas que alegam se entender na própria bagunça, mas nem sempre isso é verdade. É necessário ter atenção, pois uma mesa com muitos papéis, recados colados no monitor, revistas espalhadas, jornal do dia anterior, canetas, objetos pessoais, copinhos, fotos da família, enfim, o excesso, pode atrapalhar a concentração.

Consequentemente, a produtividade cairá. E a bagunça, muitas vezes, não está apenas na mesa, mas também na falta de organização dos arquivos.

Com isso, quando determinado relatório ou pasta necessitam ser localizados, o tempo direcionado para encontrá-los é muito maior se comparado com o de um profissional que mantém tudo bem organizado.

Não é necessário ser metódico, mas procure manter o ambiente clean tanto no microcomputador quanto ao seu redor. Isso fará uma grande diferença em relação a concentração no trabalho.

Distrair-se ouvindo fofocas

Uma das grandes inimigas da produtividade no ambiente de trabalho é a velha conhecida de muitos: a fofoca.

Quantos assuntos chegam aos seus ouvidos por conta de determinadas situações ou fatos acontecidos com colegas ou chefes?

Muitas vezes, os 10 minutinhos do café acabam se arrastando e o papo fica “tão bom” que há colaborador que até esquece de suas obrigações.

A dica é fugir dessas ocasiões, mantendo o foco no seu trabalho. O silêncio é a melhor resposta nessas situações. Afinal, a concentração no trabalho pode render boas qualificações e até mesmo promoções, enquanto as fofocas…

Vale a pena, ainda, sair de perto dos colegas que falam muito alto. Se não for possível, gentilmente, solicite a eles que sejam menos barulhentos. Afinal, há pessoas, muitas, que se desconcentram por conta disso.

Não relacionar vida saudável à concentração no trabalho

É importante manter uma vida equilibrada, com a prática de atividades físicas, momentos de lazer, de descontração com a família e também de fortalecimento cultural para melhorar o seu rendimento.

Descansar diariamente o tempo necessário para o seu corpo e mente ficarem bem tranquilos e com um olhar positivo perante as situações também tem uma enorme influência na concentração no trabalho.

Procure buscar o autoconhecimento, novos aprendizados e ter uma vida saudável, assim, poderá ser obtido mais concentração e produtividade no trabalho.

Outra dica valiosa é não levar problemas familiares ao mundo corporativo. Eles devem ser deixados em casa, mesmo que sejam bem delicados.

 

Concentração no trabalho: 8 hábitos que atrapalham a sua produtividade

Veja como criar um e-mail temporário para fugir do spam

Poucas coisas são tão desagradáveis quanto estar procurando por algum tipo de informação online e descobrir que ela só está disponível por trás de algum cadastro. Você não quer se cadastrar em nada e sabe que, se der o seu e-mail, provavelmente terá a sua caixa de entrada preenchida com mensagens inúteis.

O fato é que vários serviços compartilham seu endereço de e-mail com outros serviços, criando um ciclo infinito de spam. A melhor forma de lidar com isso é ter um e-mail lixo, usado unicamente para realizar cadastros que não importam e que pode ser entupido de spam sem problemas.

No entanto, nem sempre você tem este e-mail à sua disposição. É nessa hora que entra em ação um serviço chamado 10 Minute Mail. Ele cria um endereço de e-mail temporário que pode ser usado para receber mensagens importantes para finalizar um cadastro sem colocar em risco a integridade da sua caixa de entrada.

Publicidade

O 10 Minute Mail, como diz o nome, cria um endereço de e-mail que vale apenas por 10 minutos. É tempo suficiente para receber uma mensagem de verificação, mas também é possível renovar este tempo para mais 10 minutos se o e-mail esperado ainda não chegou. Veja como usar

1) Entre no site 10minutemail.com

2) Copie e cole seu endereço de e-mail temporário

Reprodução

Você pode selecionar o endereço com o mouse e usar Ctrl+C e Ctrl+V, ou apenas clicar no botão destacado na imagem abaixo para copiar o endereço.

3) Em outra aba do navegador, faça o cadastro no site que você deseja usando este e-mail

Reprodução

4) Retorne à aba do 10 Minute Mail e espere o e-mail de confirmação

Reprodução

5) Se a mensagem demorar mais do que 10 minutos para chegar, clique no botão destacado abaixo para renovar seus 10 minutos pelo tempo que precisar

Reprodução

 

 

Veja como criar um e-mail temporário para fugir do spam

Sua empresa caminha para ter um Chief Internet of Things Officer?

A ideia de criar esse tipo de cargo começa a ganhar repercussão, embora não seja totalmente claro quem assumirá tal nomenclatura

É bem possível que em um futuro próximo venhamos a ouvir a nomeação do primeiro CioT, ou, Chief Internet of Things Officer da história. Antes que você desista de ler os próximos parágrafos, considere que o cenário que se desenha no horizonte pode representar um grande problema para as organizações.

O desafio se apresenta, primeiramente, devido ao fato de que empresas começam agora a implementar, usar, pensar em produtos mais “inteligentes”, “conectados” e orientados a dados. Esses produtos podem ser qualquer coisa, desde automóveis até máquinas de lavar roupa, passando por robôs de linhas de montagens e cafeteiras.

Os dados gerados podem ser usados em sistemas analíticos preditivos para evitar falhas, bem como para impulsionar a criação de novos negócios. Os produtos, mecânicos ou eletrônicos, passarão por uma evolução constante de software ao longo de suas vidas úteis.

O segundo desafio reside no fato de que esses produtos são parte integrante de um ecossistema mais amplo. Ou, como Michael Porter, economista de Harvard, comentou nos últimos dias, uma empresa não está mais vendendo um trator, mas uma peça que compõe um sistema dentro da “fazenda inteligente”. Em outras palavras: “coisas” devem ser capazes de trabalharem juntas e integradas.

Inserir tecnologias em produtos diversos significa que os departamentos de TI terão que atuar junto a áreas de engenharia, operações, pesquisa e desenvolvimento e marketing de suas companhias em grupos de design e projetos de inovação. Parece simples, mas isso pode se tornar um grande conflito organizacional, ainda mais quando consideramos que essas áreas não se relacionaram para tal finalidade até os dias de hoje.

Uma das pessoas que vê potencial na carreira de um Chief IoT Officer para coordenar o desenvolvimento de novos produtos é Philippe Ameryckx, gerente geral de diagnósticos remotos na farmacêutica Abbott Labs. Na sua visão, os CIOs e departamentos de TI em geral estão “muito focados na informática interna, sem conseguir olhar para os clientes externos das empresas”.

Assim, o profissional que atuar como CIoT será “encarregado dos projetos computacionais que entregam tecnologia nos produtos da empresa que vão para mercado”, define o executivo.

A ideia de criar esse tipo de cargo começa a ganhar repercussão, embora não seja totalmente claro quem assumirá tal nomenclatura. Por enquanto, tratar de IoT vem sendo atrelado a tarefas de CTOs e CIOs. Mas esses profissionais passam, com a evolução do conceito, a sentir uma pressão por modelos mais eficientes de abordagem e desenvolvimento.

IoT625

Michael Davis, gerente em uma empresa que faz equipamentos de diagnósticos, está trabalhando no desenvolvimento de soluções enquadradas em internet das coisas. Ele afirma que uma parte de seu trabalho é justamente construir pontes entre P&D e o departamento de TI para a criação de produtos conectados.

“É preciso ficar indo e voltando dos dois departamentos diferentes e isso, por si só, já é um grande desafio”, observa o executivo.

James Brown, CIO da empresa que cria produtos para artesanato Crayola, discorda da necessidade de se criar um cargo específico para tratar do tema. “Por muito tempo, nós [o departamento de TI] fomos pressionados para nos alinharmos ao negócio. Acho que essa é a oportunidade para que isso ocorra de fato”, afirma.

Em suas apresentações, o próprio Porter não chega a mencionar a posição de CioT. Ele observa organizações criando a função de Chief Data Officers para lidar com os dados gerados por meio da internet das coisas. A questão é que isso só resolve uma parte na ponta da questão.

Sua empresa caminha para ter um Chief Internet of Things Officer?

7 EXTENSÕES DO GOOGLE CHROME QUE PROMETEM FACILITAR A VIDA

navegador (Foto: Divulgação)

Boa parte das pessoas trabalha com o navegador de internet aberto. O Google Chrome é o navegador mais usado no Brasil, totalizando 65% dos usuários da internet. Para facilitar a vida, existem extensões, ou plugins, que podem ser adicionados ao browser  para adicionar novas funcionalidades.

A loja de extensões do Google Chrome é extensa. Com tantas ferramentas que prometem ser um atalho para os internautas em diversos aspectos, é fácil se perder na longa lista de serviços e achar aqueles que possam ajudar a economizar um pouco de tempo e trabalho durante as navegações pela web. Para instalá-las, basta acessar a loja de extensões do navegador clicando na opção ‘Configurações’ no ícone com três faixas no canto superior direito. No menu ‘Configurações’ selecione ‘Extensões’ na barra lateral esquerda.

Confira uma lista com oito opções gratuitas:

1. Pocket (Read It Later)
A extensão do aplicativo Pocket facilita o acesso a todos as informações interessantes que você não teve tempo de ver ao longo do dia. É possível armazenar não só textos para ler depois como também vídeos. Com a extensão, basta um clique para salvar o conteúdo e acessá-lo quando tiver tempo.

2. Boomerang
A extensão permite agendar mensagens de e-mail para o horário que o usuário desejar. Não é necessário estar online quando for a hora de enviar a mensagem e é possível acompanhar as respostas através do navegador com a extensão. O número de mensagens programadas por mês é limitado e só funciona para aqueles que usam o Gmail, serviço de e-mail do Google.

3. Lazarus
Com o Lazarus instalado no navegador, o internauta não precisa mais se preocupar em perder os dados cadastrados um extenso formulário. A ferramenta salva o que foi preenchido em cada caixinha e facilita o trabalho de recomeçar a preencher os dados perdidos eventualmente.

4. Grammarly
Usando a extensão é possível obter sinônimos, sugestões de substituição e correções apenas com um clique na palavra. A ferramenta funciona bem para documentos abertos em Google Docs, Microsoft Word e Gmail.

5. MightyText
A extensão facilita a vida dos usuários de Android que querem sincronizar dados do celular com o computador. A ferramenta mostra as mensagens recebidas no smartphone na tela do computador e permite que o usuário já envie respostas. Para isso, é necessário ter o app do MightyText instalado no smartphone.

6. Disconnect
A extensão bloqueia todos os cookies de mídias sociais e anunciantes enquanto o usuário navega. O processo de limpeza pode acelerar a velocidade de navegação em até 44%.

7. LastPass
O sistema, antes só disponível para smartphones, chega em formato para web com essa extensão para Google Chrome.  O serviço do LastPass ajuda o internauta a ter acesso às senhas cadastradas em diferentes sites de forma mais organizada, arquivando todas as opções utilizadas.

7 EXTENSÕES DO GOOGLE CHROME QUE PROMETEM FACILITAR A VIDA

7 recursos do LinkedIn que você não conhece (mas deveria)

LinkedIn

Brasileiros adoram redes sociais, e com o LinkedIn não é diferente. Com 25 milhões de usuários ativos, somos o 3º país com maior presença no site, atrás apenas de Estados Unidos (128 milhões) e Índia (35 milhões).

Apesar disso, certos recursos da plataforma permanecem desconhecidos para grande parte dos brasileiros. Enquanto alguns o enxergam como mero substituto do currículo — uma ideia equivocada na visão de gurus da plataforma —, outros usam bem os grupos e outras ferramentas de interação, mas esquecem que o site também serve para procurar emprego.

Publicidade

Com a ajuda de Fernanda Brunsizian, gerente de comunicação do LinkedIn para a América Latina, reunimos 7 funcionalidades pouco conhecidas pela maioria dos usuários, mas que podem facilitar o uso da plataforma e alavancar a sua carreira. Confira a seguir:

1. “Espelho” do seu perfil em outro idioma
De olho em oportunidades profissionais no exterior, muitos brasileiros escrevem seus perfis no LinkedIn em inglês. Mas até que ponto isso não pode parecer arrogante ou excludente para contatos que falam português? Na verdade, você não precisa escolher: um recurso da plataforma permite criar um “espelho” do seu perfil em outra língua, com link idêntico ao original.

Basta acessar a opção “Editar perfil”, colocar o mouse em cima da seta ao lado do botão azul “Visualizar perfil como” e selecionar a opção “Criar perfil em outro idioma”. Você será então direcionado para uma página que permitirá editar suas informações na língua escolhida.

2. Opção de personalizar o link do seu perfil
Outro detalhe conhecido por poucos usuários é a possibilidade de editar o link do seu perfil na rede, e transformá-lo em algo mais fácil de digitar. Em vez de vários números ou letras desconexos, a terminação da URL pode conter o seu nome ou a sua profissão, como “www.linkedin.com/in/mariasilvafotografa”, por exemplo.

A vantagem de fazer isso é ter um link mais bonito e amigável em cartões de visita e na assinatura de e-mails. A tática também aumenta a sua visibilidade no Google: quando alguém faz uma busca, há mais chances de o seu perfil no LinkedIn aparecer entre as primeiras ocorrências.

Para personalizar a URL, procure o pequeno link embaixo da sua foto de perfil e clique no ícone de engrenagem à direita. Na nova página, clique no ícone de lápis que aparece na seção “URL do seu perfil público” e edite a terminação do link.

3. Plataforma de publicação de conteúdo
Há um ano, o LinkedIn decidiu lançar no Brasil uma funcionalidade que permite ao usuário publicar textos de sua autoria. Com a ferramenta, você pode escrever análises e comentários sobre o seu segmento de atuação e as suas experiências de carreira. Basta clicar no botão laranja “Escreva um artigo”, no topo da página inicial no LinkedIn.

Segundo dados oficiais da rede social, o Brasil é o país que consome mais conteúdo e passa mais tempo na ferramenta, com uma média de 12 mil publicações por semana.

“Muita gente que publica textos pela primeira vez no LinkedIn se surpreende com a quantidade de comentários e estímulos vindos de outros usuários”, diz a gerente de comunicação do LinkedIn para a América Latina, Fernanda Brunsizian. “Isso aumenta muito a exposição de um profissional, o que aliás só aumenta a responsabilidade sobre o conteúdo que ele publica”.

4. Etiquetas para organizar contatos
Este recurso é especialmente útil para quem tem muitas conexões. No menu “Minha rede”, clique em “Conexões”. Abaixo das últimas atualizações dos seus contatos, você verá a lista de todas as pessoas que já adicionaram você no LinkedIn.  Clique em “Marcador” para classificar aquele indivíduo em um determinado grupo, como “colegas de classe”, “amigos” ou “parceiros”.

Você também pode criar novos marcadores e mais tarde fazer buscas segmentadas por contatos de acordo com suas “etiquetas”. A vantagem desse recurso é manter a sua rede organizada e fácil de consultar, o que torna o seu networking mais ágil e eficiente.

5. Filtros das páginas oficiais de universidades
Quer encontrar um ex-aluno da sua faculdade que trabalha na empresa dos seus sonhos? Nas páginas oficiais das universidades no LinkedIn, é possível fazer buscas por usuários na aba “Alunos e ex-alunos” com base nos seguintes filtros: localização geográfica, empregador atual, área de atuação, formação acadêmica, competências e grau de conexão com você (1º ou 2º grau, por exemplo).

“Você consegue fazer buscas bastante específicas”, explica Brunsizian. “É o caminho mais rápido para chegar a uma determinada pessoa, entender onde ela se localiza na sua rede e buscar uma aproximação”. As páginas oficiais das universidades ainda incluem outras informações institucionais, bem como ex-alunos notáveis.

6. Ferramenta de busca de emprego
Clique na aba “Empregos” e digite um cargo, palavra-chave ou nome da empresa ligada às suas ambições profissionais. A busca trará resultados de vagas abertas na cidade escolhida. É possível refinar a sua pesquisa com filtros como nível de experiência e data da publicação da oportunidade.

Você pode salvar as suas buscas de emprego: ao fazer isso, o sistema enviará notificações a cada vez que uma nova vaga que se encaixe nas suas condições for anunciada. A dica da gerente do LinkedIn é evitar buscas muito abrangentes. Se você quer procurar mais de um tipo de oportunidade (como “analista de comunicação”, “analista de redes sociais” ou “gerente de marketing”, por exemplo), é melhor fazer e salvar múltiplas buscas específicas. “Se você salvar uma única pesquisa que englobe três cargos vai receber muito conteúdo irrelevante”, explica ela.

7. Ferramenta de avaliação de vendedores
Outro recurso pouco conhecido do LinkedIn é uma ferramenta que avalia se você seria um bom profissional de vendas. Com base em informações da sua conta e no seu comportamento na rede social, a página gera o seu “Social Selling Index” ou “Índice de Vendas Sociais”, que mede a eficácia do usuário em estabelecer sua marca profissional, localizar as pessoas certas, interagir de forma qualificada e cultivar relacionamentos de confiança.

A página ainda mostra a evolução do seu índice semanalmente e compara o seu resultado ao de outras pessoas do seu setor e da sua rede de contatos no LinkedIn. A ferramenta é específica para quem trabalha com vendas e ainda não há previsão para a criação de recursos similares para outras áreas de atuação.

 

 

7 recursos do LinkedIn que você não conhece (mas deveria)